skip to main content


Os diferenciais da estratificação em cerâmica

Reconstruir a estrutura dental comprometida para a obtenção de um resultado estético natural ainda é um grande desafio. Assim, a seleção do material restaurador e da técnica reconstrutiva depende da análise das características do dente natural, restituindo efeitos e cores a cada porção do dente restaurado. A técnica de estratificação em cerâmicas odontológicas busca reproduzir todas as regiões anatômicas do dente com máxima precisão, bem como translucidez, fluorescência e opacidade. A partir de um mapeamento, a seleção de cores passa a ser uma etapa primordial na personalização da peça. Para tanto, contamos com: Zircônio de translucidez superelevada (SHT) Indicado para coroas e pontes totalmente anatômicas (3 elementos, no máximo), facetas, inlays e onlays, o SHT é altamente translúcido para restaurações monolíticas e apresenta alto desempenho . Com isso, uma prótese estética de resistência duradoura pode ser obtida, garantindo um conceito cromático simples e sofisticado. Além disso, possui alta resistência à flexão quando em comparação às vitrocerâmicas, permitindo a confecção de pontes com até três elementos na região de molares.  ou "zircônia"? Zircônio de translucidez superelevada (SHT) com gradientes de cor e translucidez integrados Trata-se de um óxido de zircônio policromático que garante transições sutis de cores com simulação do esmalte, da dentina e ...

LER MAIS

Descubra as vantagens dos implantes Cone Morse em áreas estéticas

Na década de 1980, o sistema Cone Morse foi desenvolvido com o objetivo de direcionar cargas fisiológicas para a região apical do corpo do implante. Com a mesma tecnologia alemã, buscou-se uma conexão gap free, isto é, livre de espaços entre a plataforma do implante e o componente protético. A conexão Cone Morse apresenta vantagens em relação aos demais sistemas: · Melhor adaptação entre componente e implante. · Redução dos níveis de reabsorção óssea peri-implantar com eliminação de microfendas. · Maior estabilidade mecânica. · Alta resistência do conjunto implante/pilar. · Diminuição de fraturas e afrouxamento de parafusos. · Fixação antirrotacional. Assim, o aprimoramento das técnicas de reabilitação oral possibilitou o alcance da previsibilidade de resultados, conferindo aos pacientes maior qualidade de vida em curto prazo. O uso da carga imediata foi então introduzido na Implantodontia, a fim de reabilitar pacientes com perda total ou parcial de dentes, reduzindo o tempo de tratamento. Desse modo, os implantes passaram a receber carga mastigatória antes mesmo do processo de osseointegração. Atualmente, uma das maiores preocupações no dia a dia clínico consiste em restabelecer não apenas as funções, mas também a estética das áreas implantadas. Nesse sentido, a ausência de tecidos moles e a reabsorção óssea podem comprometer o posicionamento correto dos implantes, ...

LER MAIS