skip to main content


Saia do convencional com a técnica all-on-four

 Com o aumento da expectativa de vida e os avanços da ciência, a demanda por tratamentos odontológicos reabilitadores tem se tornado cada vez maior. Assim, inúmeras técnicas foram desenvolvidas ao longo das últimas décadas para a reconstrução de maxilas edêntulas com reabsorção óssea severa. Dentre elas, a técnica all-on-four obteve grande destaque ao preconizar etapas que não incluíam procedimentos invasivos como o levantamento da membrana do seio maxilar e a cirurgia de enxerto ósseo. Com isso, o posicionamento estratégico de dois implantes posteriores e dois anteriores pode promover alta probabilidade de sucesso, bem como a sua correta inclinação, reduzindo o comprimento de cantilevers e aumentando o suporte protético. Ao tornar possível o tratamento de pacientes edêntulos com próteses fixas, os implantes dentários contribuíram significativamente para o processo de reabilitação oral. Desse modo, pacientes com volume ósseo remanescente, incapaz de proporcionar retenção e estabilidade suficientes para o uso de uma prótese total convencional, puderam usufruir das próteses implantossuportadas. No entanto, a baixa qualidade óssea associada à presença dos seios maxilares sempre foi um entrave ao planejamento clínico do tratamento. Nesse sentido, novas técnicas foram desenvolvidas com a finalidade de recuperar de forma imediata maxilares e mandíbulas. O conceito de all-on-four, portanto, garantiria o posicionamento ...

LER MAIS

Plataforma switching: por que ela pode ser uma boa opção em longo prazo?

Na década de 1960, o cientista sueco Brånemark constatou a união entre o titânio e o tecido ósseo, consolidando a descoberta da biocompatibilidade e da osseointegração como um marco na odontologia. Até pouco tempo atrás, a instalação de implantes necessitava de um período de seis a doze meses de espera após a exodontia. No entanto, observou-se que durante esse período poderia haver reabsorção óssea do alvéolo, comprometendo a estabilidade do implante. Quando a instalação da estrutura de titânio é realizada imediatamente após a extração do dente, a crista óssea permanece intacta e possibilita o posicionamento correto do implante. A fim de garantir uma melhor adaptação, foram criados implantes com perfil cônico externo que possuem maior superfície de contato. Isso se deve à geometria da raiz natural do dente, que é cônica. Em longo prazo, a má qualidade do leito ósseo receptor desencadeará problemas como a reabsorção óssea e, consequentemente, a perda do implante. Para reduzir essa possibilidade, desenvolveu-se um conceito que consiste no deslocamento da interface de fechamento do abutment para a região central do implante. A chamada plataforma switching possibilita o aumento da área de contato entre implante e osso, além do assentamento do tecido gengival com melhora estética significativa. Mas qual a ...

LER MAIS